domingo, 4 de abril de 2010

Surftrip: Maldivas boat dream...4ª Parte.












"Em cada dia o ritual seguia o seu rumo….uns dias Jail’s, Sultan’s, uns dias Honkey’s , outros Chicken’s ou Coke’s, conforme as condições do mar e o crowd no pico. Depois de surfar a primeira surfada do dia, o regresso ao Dhoni, sempre recebido com um prato de tâmaras e côco fatiado no momento.
À chegada ao Ensis aguardava-nos uma mesa de pequeno-almoço colorida por pratos de frutas tropicais, sumos, leite, chás, café, torradas, para acompanhar com manteiga, mel ou mesmo “nutella” (todos lembrávamos aquele famoso pote de chocolate de avelã que acompanhou a infância de quase todos…) e nuns dias um delicioso bolo de chocolate que o cozinheiro caprichava para nós e noutros deliciosas panquecas e ovos mexidos com salsichas!
Bom….seguia-se a conversa….a risota constante…as bananas do cacho que o comandante deixava pendurado para nós e a decisão do pico a surfar de seguida! Depois das divergências normais num grupo de 10 pessoas em que 3 surfavam longboard, as restantes utilizavam pranchas short e retro e mesmo assim uns preferiam “esquerdas” e outros “direitas”…. A decisão era sempre: “vamos!!...depois lá logo decidimos se para um lado ou outro, vamos ver como está!”…e assim era, na maioria das vezes… apenas quando chegávamos ao pico se decidia se aquele ou se avançávamos para outro ali perto… ou se uns ficavam naquele lado com as “esquerdas” e outros iam apanhar umas “direitas”…
Muitas vezes a esta hora as embarcações, como o Dhoni, provenientes de outros veleiros ao largo, eram mesmo muitas. Dentro de água podiam contar-se com algumas dezenas de surfers… esta era a hora mais difícil de gerir … muita disputa pelas melhores ondas. Na água podiam encontrar-se nacionalidades como ingleses, espanhóis, australianos, israelitas e hawaianos. Pessoas diferentes…diferentes formas de estar e sentir… diferentes formas de agir.
Apesar disto tudo, quase ninguém se esquivava a surfar a esta hora… a hora mágica do dia… surfar naquela água quente até o sol se pôr àquela latitude era indescritível… a saída da água fazia-se quase sem luz…"

4 comentários:

Manuel disse...

Muito bom!Os meu parabéns pela forma como foi feita e descrita esta viagem que tenho acompanhado desde o início.Fotos lindas,o paraíso deve ser ali mesmo e eu quero ir para lá sem dúvida!

Luizinho disse...

Ficou muito bacana. As fotos estão muito boas

andre disse...

Isto é que é uma granda SURF TRIP,o resto é paisagem...

Anónimo disse...

Aproveito a minha passagem por estas bandas para deixar os parabéns por este blog que sem dúvida alguma representa muito bem toda esta tribo,penso eu que não sou surfista e mesmo assim gostei de "surfar" por estes lados.
Susana,Pombal